Revista Zap Imóveis » Decoração & jardinagem

Veja como transformar o quarto de criança em um de adolescente

Ao entrar na puberdade, jovens querem eliminar elementos infantis na decoração de seu espaço

Tags:

adolescência

,

adolescente

,

criança

,

quarto

,

quarto de adolescente

publicado em 07/01/2013 às 9:59 ,
atualizado em 07/01/2013 às 10:55
por Olivia Caires | Fonte: ZAP Imóvel

Comentar

Quando os filhos entram na fase da adolescência os gostos começam a mudar. O quarto com ursinhos, carrinhos e personagens da Disney já não agrada mais. Enquanto antes seus pais escolhiam a decoração desse ambiente, neste período o adolescente quer ter autonomia para decidir as cores e outros detalhes que envolvem seu espaço tão pessoal.

Cores vibrantes podem ser usadas em colchas e edredons, enquanto a parede ganha um tom mais relaxante (Fotos: Thinkstock)

“O adolescente quer logo eliminar a decoração infantil, já que não quer ser visto como criancinha ao receber amigos no quarto”, explica a designer de interiores Nathalia Ekstein. A tendência do momento, segundo a profissional, é a aplicação de papel de parede, que, apesar de durar em média 15 anos, pode ser trocado quando o gosto do jovem muda. “Muitos pais, no entanto, resistem em investir em personagens específicos na infância, como As Princesas e Toy Story, por exemplo, já que logo os pequenos entram na puberdade e querem transformar o ambiente”, diz.

Ao gosto dos adolescentes, tons pastéis dão lugar a cores vibrantes, mas é preciso ter cuidado. “A adolescência já é um período conturbado, portanto este tipo de cor, por ser muito intensa, pode atrapalhar o descanso e tranquilidade do jovem”, diz Nathalia. A designer sugere que a decoração do quarto traga essas tonalidades vibrantes, mas em itens que não marquem tanto, como almofadas e porta travesseiros.

Pufes e almofadas deixam o ambiente mais confortável para o adolescente relaxar

Mudança nos móveis – Umas das principais mudanças a serem feitas no quarto da criança para o do adolescente, de acordo com a designer, diz respeito aos móveis. “Até uma fase da infância, os pequenos precisam de uma cômoda. Já quando entram na puberdade, os jovens precisam de um guarda-roupa maior para acomodar suas vestimentas”, lembra Nathalia.

O lugar de dormir é outro item que deve receber atenção dos pais. “Ao retirar as grades laterais, muitos berços se transformam em caminhas. O adolescente, no entanto, precisa de uma cama maior. Ele cresce muito rápido, então pode optar por uma de solteiro, de viúvo ou até de casal, dependendo do espaço disponível”, afirma a designer.

As cortinas estilo voil do quarto infantil também devem ser eliminadas para dar espaço à persiana, que, segundo a designer, é muito mais prática. “Ela é mais fácil de lavar e, dependendo do tecido, é possível limpar usando apenas uma escovinha”, diz Nathalia.

Canto para estudar – Ao abandonar a infância, o adolescente começa a ter mais responsabilidades no que diz respeito à escola. Um lugar específico destinado a seus estudos pode ser uma maneira de incentivá-los a cumprir com suas obrigações estudantis. “Ao fazer um guarda-roupa planejado, os pais podem investir em uma bancada com iluminação direta, para não forçar a vista durante a leitura. Além disso, poltronas confortáveis deixam o ambiente gostoso para que o jovem queira sentar e estudar”, garante a especialista. A sugestão da designer é de que o móvel ofereça gavetas também, assim é possível manter o espaço organizado.

Cama de criança deve dar espaço à de adolescente, pois os jovens necessitam de mais espaço para se acomodarem

Para receber os amigos – Adolescentes gostam de ficar sozinhos para refletir sobre o que acontece ao seu redor, mas também gosta de estar cercado de amigos. Para criar um espaço descolado, Nathalia sugere que almofadas grandes façam parte da decoração do quarto. “Elas são perfeitas, já que são móveis e podem ir para outros cantos do ambiente, quando preciso. Os almofadões acomodam bem na hora de um jogo de vídeo game ou no momento de assistir um filme”, diz. Se o piso for frio, a indicação da especialista é de que se coloque um tapete felpudo de 70 milímetros, onde se possa sentar e deitar no chão de maneira confortável.

publicado em 14/05/2012 �s 14:37,
atualizado em 16/05/2012 �s 16:49
por Raiane Nogueira | Fonte: Jornal Extra

Comentários (8)


  • Loici Portela disse:    ( 17.01.2013 às 8:41 )

    Achei otimo,até gostaria de mais opções, pois em breve preciso de uma mudança no quarto do meu Filho Arthur,
    está entrando na adolescência!!Obrigada


  • luciana rodrigues disse:    ( 07.01.2013 às 23:57 )

    muito boa essas dicas, ainda mais pra mim que tenho um menino de 9 anos e ja sabe muito bem o que quer…
    e sendo filho unico, eu ñ minto que faço quase tds os gostos dele….


  • Duda França !! disse:    ( 07.01.2013 às 21:34 )

    Eu estou com 10 anos e esse anos da qui alguns meses vou virar adolecente e quero um quarto novo !
    mais e muito caro as coisas pra deixar o quarto mais lindoo de morrer do que o meu já tá


  • Duda França !! disse:    ( 07.01.2013 às 21:34 )

    Eu estou com 10 anos e esse anos da qui alguns meses vou virar adolecente e quero um quarto novo !
    mais e muito caro as coisas pra deixar o quarto mais lindoo de morrer


  • giovanna disse:    ( 07.01.2013 às 20:33 )

    Sou uma pré adoecente meu quarto tem uma am de casal um espelho grande e um guarda roupa amea d cmptador seria mais vantagem meus pais em vez de uma mesnha e computadr uma mesa decoputado grande e redonda para eu poder cesar o conputador e ter u espaço pra eu poder estudar


  • Nikaelly disse:    ( 07.01.2013 às 18:49 )

    Amei..!! Apesar De Ter 13 Anos!!


  • ingrid disse:    ( 07.01.2013 às 18:03 )

    achei muito legal ,uma boa dica para mim mostrr a minha mae pois ela vive colocando coisinhas de crianças aq no meu quarto mas eu nao gosto kkk…bjs até breve!!(:


  • raabe lins disse:    ( 07.01.2013 às 18:01 )

    muito legais essas dicas!ameiii!!!



Deixe seu comentário:

(obrigatório)
(obrigatório, não será exibido)
(não será exibido)

Buscar notícia

encontre seu imóvel




Guia de compra

8

Dicas
na hora de comprar um imóvel