Revista Zap Imóveis » Mercado imobiliário

Metro quadrado custa, em média, R$ 8.260

Tags:

fipeza

,

mercado

,

metro quadrado

publicado em 10/09/2012 às 16:18 ,
atualizado em 10/09/2012 às 16:21
Fonte: ZAP Imóveis

Comentar

Em São Paulo, o metro quadrado custa R$ 6.703, segundo a pesquisa (Foto: Divulgação)

O índice FipeZap, que acompanha o preço médio do metro quadrado de apartamentos em seis municípios do País e no Distrito Federal, teve alta de 1% em agosto, o mesmo valor registrado nos dois meses anteriores. Na média, o valor do metro quadrado ficou em R$ 6.799 no mês passado. Em Brasília, observa-se o custo mais alto (R$ 8.284). Em seguida, vêm Rio (R$ 8.260) e São Paulo (R$ 6.703). O mais barato é em Salvador (R$ 3.800).

No Rio, o bairro mais valorizado é o Leblon (o metro quadrado custa R$ 18.332). Em São Paulo, o valor dos imóveis localizados no Ibirapuera/Vila Nova Conceição, zona sul da capital, é 315,2% maior que o do bairro mais barato da cidade, Cidade Antônio Estêvão de Carvalho (zona leste).

publicado em 14/05/2012 �s 14:37,
atualizado em 16/05/2012 �s 16:49
por Raiane Nogueira | Fonte: Jornal Extra

Comentários (3)


  • josevaldo j santos disse:    ( 26.01.2013 às 11:25 )

    Por gentileza, teria uma tabela com valores do m2 para imóveis usados do tipo casa para zona leste e oeste?

    Att

    Josevaldo
    creci/sp 110.475-f

    11 – 77690776


  • Paulo disse:    ( 02.10.2012 às 4:24 )

    Celso você está enganado. 5% é a comissão de leiloeiro, comissão de corretor de imóveis em qualquer venda é de 6% por cento há muito tempo. Podendo chegar a 8% em caso de áreas por exemplo. Apenas em lançamentos de apartamentos por pressão dos incorporadores esta comissão é reduzida para 4% em nome do volume de vendas, mas também pode chegar aos 6% dependendo das negociações. A propósito qual a sua profissão? Estou certo que o seu salário ou honorários você acha justo. Portanto não julgue o dos outros. Paulo – corretor de imóveis.


  • CELSO disse:    ( 17.09.2012 às 12:47 )

    Apesar da questão copa do mundo, olimpíadas,etc. o Rio sofre com especulação imobiliária frenética, A corretagem valorizada em funçao de segurança, comodidade, etc. Entretanto, a máxima comissão que seria de 5 por cento, que recentemente passou para 6, virou regra, agregando ainda o chamado over price, onde ocorre majoraçao artificial de preço as custas do comprador, emfim, devido a ganAncia desenfreada destes agentes intermediarios, os custos são alavancados e evidentemente dificulta e não facilita o acesso a casa própria e outras transações imobiliarias. Deveria haver uma agencia governamental para fiscalizar esta atividade e fornecer orientaçoes e opções para quem necessita comprar ou vender seu imóvel, que normalmete é o maior, mais importante, mais arriscado negócio, ainda mais aqui no Rio de janeiro. E UM ABSURDO TAL ENRIQUECIMENTO EM CIMA DO CIDADÃO QUE MUITAS VEZES FICA REFÉM DESTE CONTEXTO.



Deixe seu comentário:

(obrigatório)
(obrigatório, não será exibido)
(não será exibido)

Buscar notícia

encontre seu imóvel




Guia de compra

8

Dicas
na hora de comprar um imóvel