Revista Zap Imóveis » Financiamento & crédito

Crédito para imposto e taxa de imóvel

Tags:

banco do brasil

,

FGV

,

Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis

,

itbi

,

PUC

publicado em 28/11/2011 às 14:58 ,
atualizado em 04/01/2012 às 10:56
por Gisele Tamamar | Fonte: Jornal da Tarde

Comentar

Na hora de adquirir um imóvel, o comprador fica empolgado com a aquisição e muitas vezes esquece que terá de arcar com o custo do registro no cartório e o Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI). O desembolso para garantir a compra pode chegar a 5% do valor do bem. E para quem não se planejou para o gasto, a opção é recorrer aos bancos e incluir a despesa no financiamento do imóvel.

De qualquer forma o comprador precisa ter o dinheiro para recolher o ITBI junto à prefeitura e pagar o registro no cartório até a liberação do financiamento. Portanto, o consumidor deve dispor de alguma verba até a liberação do crédito por parte do banco.

Alguns bancos incluem no valor do financiamento as despesas com taxas e impostos do registro de imóvel (Foto: Divulgação)

Santander, Itaú Unibanco e Bradesco incluem o ITBI e as custas cartoriais no parcelamento do bem desde que a soma do financiamento imobiliário e das custas com o imóvel não ultrapasse o limite de crédito estabelecido por cada instituição financeira.

No Banco do Brasil, os limites são de 2% do valor financiado (limitado a R$ 10 mil) para ITBI e 0,5% do valor financiado (limitado a R$ 2,5 mil) para os custos de registro cartorário. Já no HSBC, o financiamento do ITBI é limitado a 3% do imóvel e poderá chegar no máximo a R$ 10 mil. A Caixa Econômica Federal não oferece esta opção.

“O ideal é sempre planejar a compra e prever o valor aproximado desses gastos. Mas muitas vezes o consumidor fica deslumbrado com a maquete do empreendimento, com o papo do vendedor e esquece de alguns detalhes importantes”, diz o professor de finanças Fabio Gallo, da FGV e da PUC.

Nesses casos, recorrer às instituições bancárias pode ser uma saída. Isso porque o valor será incorporado ao financiamento imobiliário, cuja taxa de juros ao ano é, em média, de 12%. No caso do cheque especial, por exemplo, a taxa média anual é de 157%.

Como o ITBI é reembolsado só após o imóvel ter sido registrado em cartório, o diretor de operações da empresa de consultoria de crédito imobiliário Financiar Casa, Fábio Seabra, acha que incluir o valor do tributo municipal e taxas de cartório é uma forma de se precaver em relação a outras despesas comuns que aparecem depois da compra do bem, como a mudança, reformas, pequenos reparos e aquisições de móveis.

“A possibilidade de financiamento pode ser vantajosa para quem está com o orçamento no limite”, explica Seabra.

Simulação – Para se ter uma ideia dos gastos, a Financiar Casa simulou o financiamento pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) de R$ 100 mil para a aquisição de um imóvel de R$ 200 mil na capital, cuja alíquota do ITBI é de 0,5% para o valor do financiamento (limite de R$ 42,8 mil) e de 2% para o valor restante. Neste caso, o imposto pago à prefeitura seria de R$ 3.358.

Depois registra-se o bem no cartório. Os valores pagos serão de R$ 1.448,19 (sobre o valor de compra e venda), R$ 1.019,45 (sobre o valor do financiamento, registro da alienação fiduciária) e R$ 33,34 pela emissão da certidão. O total é de R$ 2.500,98. Se for a primeira compra da pessoa dentro do SFH, há desconto de 50% sobre o registro de alienação fiduciária. Assim, o total cai a R$ 1.957,92.

A alienação é o instrumento legal de garantia de financiamento. A propriedade do imóvel é transferida ao credor como garantia. Após a quitação da dívida, o comprador se torna dono do imóvel.

LEIA MAIS:

Crédito imobiliário cresce menos pela 1ª vez em 2011

Saiba como financiar um imóvel


publicado em 14/05/2012 �s 14:37,
atualizado em 16/05/2012 �s 16:49
por Raiane Nogueira | Fonte: Jornal Extra

Comentários (10)


  • DUDA disse:    ( 27.07.2013 às 21:10 )

    FAZER UM SALAO


  • miguel disse:    ( 19.01.2012 às 6:40 )

    Bom dia!. Favor esclarecer, o reembolso do ITBI, após registrar em cartório?
    Obrigado
    Miguel


  • Patricia Martinez disse:    ( 05.12.2011 às 9:27 )

    Bom Dia,

    Achei construtiva as informações contidas nesta materia, entendi que a materia é um alerta, mas é preciso tomar muito cuidado em relação as custas catórias, pois quando excede uma folha é cobrado taxas excedentes, como também notei que o valor da certidão de ônus reais está errado, hoje o cartoria pratica o valor de R$52,34, é importante informar que estes valores sofrem reajuste sempre na virada do ano de acordo com a variação da IFIR.

    ***************************
    Trecho copiado de reportagem do zap.

    Depois registra-se o bem no cartório. Os valores pagos serão de R$ 1.448,19 (sobre o valor de compra e venda), R$ 1.019,45 (sobre o valor do financiamento, registro da alienação fiduciária) e R$ 33,34 pela emissão da certidão. O total é de R$ 2.500,98. Se for a primeira compra da pessoa dentro do SFH, há desconto de 50% sobre o registro de alienação fiduciária. Assim, o total cai a R$ 1.957,92.

    *****************************
    Atenciosamente.

    Patricia Martinez
    (Corretora de Imóveis)


  • Aldo Luiz da Silva disse:    ( 04.12.2011 às 18:25 )

    Estou comprando um imóvel no Rio de Janeiro financiado pela CEF,estão me pedindo uma taxa de contrato de aprox. R$1000,00,é correto?


  • marcos disse:    ( 04.12.2011 às 7:35 )

    É impressionante como é difícil encontrar uma explicação completa e clara sobre o assunto. Até em sites teoricamente especializados no tema, a explicação deixa a desejar.


  • patricia disse:    ( 03.12.2011 às 17:44 )

    INTERESSANTE


  • WALTER disse:    ( 03.12.2011 às 14:41 )

    Gostaria de maiores detalhes, quanto ao “final” do penúltimo parágrafo da matéria acima:
    “Se for a PRIMEIRA compra da pessoa dentro do SFH, há DESCONTO de 50% sobre o registro dea lienação ficuciária…”
    Esta observação está na lei?
    Ela é aplicada a todo e qualquer financiamento do SFH?
    Se ue vier a comprar PELA PRIMEIRA VEZ um imóvel esse DESCONTO será AUTOMÁTICO ou eu terei que preencher alguns “requisitos” para obtÊ-LO?
    mUITO gRATO.
    wALTER.


  • osni disse:    ( 03.12.2011 às 10:19 )

    quanto eu gastarei, na escritura de um imovel no valor de 45 mil, pagando em dinheiro ?? sem financiamento….grato


  • Eliane disse:    ( 02.12.2011 às 19:17 )

    Gostei muito do tema e fiquei com uma dúvida.O valor que pagamos pelo ITBI é devolvido após a realização do registro do imóvel?Obrigada.


  • ELIAS PEREIRA DA ILVA disse:    ( 02.12.2011 às 16:38 )

    comprei um apto. na planta em 2009, a entrega é em naio de 2012
    mas tenho comprador pra ele agora, ja paguei R$ 22000,00 e o saldo é de R$ 143.000,00, como faço pra cobrar do comprador.
    Qual o ITBI? a Cosntrutora me cobra 2% de tx. de anuência.
    Quanto terei de despesas para, incluri no valor de venda?
    E o corretor me cobrou 6% de comissão.

    Grato

    Elias



Deixe seu comentário:

(obrigatório)
(obrigatório, não será exibido)
(não será exibido)

Buscar notícia

encontre seu imóvel




Guia de compra

8

Dicas
na hora de comprar um imóvel